• Espaço Exibicionista

REMINISCÊNCIA DO SER | DUARTE VITÓRIA


REMINISCÊNCIA DO SER | DUARTE VITÓRIA

(…) A arte de Duarte Vitória é um estudo do extremo da fisicalidade. Interessa-se pelo quase aberrante do gesto, à procura, como um coreógrafo exigente, de um movimento inusitado ou menos perceptível na nossa leitura quotidiana. Não que precise de atletas para a performance das suas composições, muito ao contrário, o extremo da fisicalidade acontece como condição universal, aquilo que sem nos darmos conta se instala, exactamente como a angústia que nos acossa ou a ferocidade. Somos todos animais capazes do descontrolo ou do abandono. Diria que as figuras deste artista, capturadas na imagem mais do que simplesmente retratadas, sucumbem à natureza. Afinal, no zoológico humano, as condutas não se mascaram, tornam-se genuínas.


O efeito inevitável deste trabalho é de uma sensualidade incrível, quero dizer, uma sensualidade que pertence ao corpo mesmo quando este se tem perplexo, confuso, sujo, quase desconhecido...


(…) Duarte Vitória’s creations are a study on the extremes in physicality. They approach the near abnormality of gesture, searching, as the demanding choreographer, for the unforeseen or least perceptible movement in our daily reading. He does not prey on athletes to better the performance of his compositions; on the contrary, the extreme in physicality occurs as a universal condition, everything that is, unbeknownst to us, like the anguish and ferociousness which badger us. We are all beasts, capable of imbalance or abandonment. I dare say the images created by this artist – more captured than portrayed – succumb to nature. After all, in this human zoo, conduct cannot be masked: it becomes genuine.


The inevitable effect of his work is filled with unbelievable sensuality – I mean particularly the kind of sensuality inherent to the body, even if perplexed, confused, dirty and almost oblivious to itself...


From The abyss within on Duarte Vitória’s work

Valter Hugo Mãe


Duarte Vitória


"Na maioria dos casos, é o modelo que fotografo que me transmite algo no momento. Observando vejo qual é o momento em que posso entrar na sua essência. Ao pintar, passo para a tela o que sinto, o que aprendo com todo o cenário que foi criado, quase como se pudesse captar a teatralidade da essência do ser humano e aprisioná-la na tela."


"In most cases it´s the model I photograph that convey something to me at that time. Looking at them I search the moment where i can get into their essence. By painting I pass to the canvas what I feel, what I learn from the whole scenario, almost as if I can capture the theatricality of the essence of the human being and imprison it on the canvas."



DUARTE VITÓRIA

Ver mais . See more

DUARTE VITORIA

#espacoexibicionista #duartevitoria #espacoexibicionistagallery

3 visualizações
  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Rua Dona Estefânia 157 C, Lisboa, Portugal | GPS: 38.732722, -9.141149 | T: +351 214 055 054 | info@espacoexibicionista.com

 

SEG-SEX: 11:00 - 20:00 | SAB: 11:00 - 16:00