• Espaço Exibicionista

JOÃO FORTUNA

Atualizado: Abr 9


João Fortuna
João Fortuna (Portugal)

A arte de João Fortuna reflete a atualidade contemporânea. Tecnologia, revolução, solidão e depressão são temas dominantes. Suas peças são construídas em camadas onde uma imensidão de imagens cria histórias tridimensionais que desafiam nossos olhos.


João Fortuna's art reflects the current contemporary era. Technology, revolution, loneliness and depression are dominant themes. His pieces are built in layers where an immensity of images create three-dimensional stories that challenge our eyes.



Quem é o João Fortuna?

Who is João Fortuna?


Uma licenciatura em História da Arte, inúmeras viagens, e infinitas experiências que me levaram a conhecer técnicas desde a pintura à gravura, são a base de construção da minha identidade artística. Mas foi na colagem, considerada uma das expressões mais pobres no universo das artes plásticas, que encontrei a minha forma de comunicação. Através de uma renovação técnica e temática criei a minha própria linguagem estética, onde imagens e encenações maximalistas se vão construindo arquitetonicamente entre os diferentes layers de madeira, numa espécie de universo multidimensional.


A degree in Art History, countless trips, and endless experiences that led me to learn techniques from painting to printmaking, are the basis for the construction of my artistic identity. But it was in collage, considered one of the poorest expressions in the world of plastic arts, that I found my form of communication. Through a technical and thematic renovation I created my own aesthetic language, where maximalist images and staging are built architecturally between the different layers of wood, in a kind of multidimensional universe.



O tua arte apresenta uma realidade cinzenta e saturada. É um alerta?

Your art presents a gray and saturated reality. It's an alert?


Como artista utilizo a arte como ferramenta de comunicação, por isso tento sempre criar uma mensagem muito direta através da minha linguagem. Todo o meu trabalho é um reflexo crítico do nosso tempo, maioritariamente um reflexo do lado negro e absurdo do mundo em que vivemos. Cada obra coloca-nos frente a frente com as falhas, os fracassos, o peso das nossas escolhas, dos nossos erros. Toda a exposição é um alerta, é um convite para uma reflexão individual de problemas comuns e globais.


As an artist I use art as a communication tool, so I always try to create a very direct message through my language. All of my work is a critical reflection of our time, mostly a reflection of the dark and absurd side of the world in which we live. Each work brings us face to face with failures, failures, the weight of our choices, of our mistakes. The entire exhibition is an alert, an invitation to an individual reflection on common and global problems.



Existem 6 peças da exposição "Deconstruction" onde encenas e realizas uma sessão fotográfica reinterpretando a personagem principal. As escolhas destes modelos estão relacionadas com a mensagem da obra?

There are 6 pieces from the exhibition "Deconstruction" where you stage and perform a photo session reinterpreting the main character. Are the choices of these models related to the work's message?


Tento sempre escolher pessoas que se relacionem/identifiquem de alguma maneira com o assunto que abordo na obra. No quadro ‘’O filho da Indústria’’, o personagem é um antigo trabalhador da fábrica de azoto no Barreiro, trabalhou lá até a fabrica fechar; na obra ‘’A Mãe da Solidão’’ fotografo a Dona Bia de 83 anos que vive sozinha; na minha ‘’Liberdade’’ aparece a Alexandra, uma eterna revolucionária e ativista. Mas no fundo todas as obras são um misto de realidade e imaginação, de mim e do mundo.


I always try to choose people who relate/identify in some way with the subject that I discuss in the artwork. In the piece ‘’ The son of the Industry ’’, the character is a former worker at the nitrogen factory in Barreiro, he worked there until they closed; in the artwork ‘’ A Mãe da Solidão ’’ I photograph lady Bia, an 83 old woman, who lives alone; in my ‘‘ Freedom’’ appears Alexandra, an eternal revolutionary and activist. But in the end, all the works are a mixture of reality and imagination, of me and the world.



João Fortuna

Ver mais . See more

JOÃO FORTUNA

#espacoexibicionista #joãofortuna #espacoexibicionistagallery

26 visualizações