Buscar
  • EE News

FREQUENTLY ASKED QUESTIONS: FILIPE CURADO


Filipe Curado iniciou o seu percurso na escultura em 1998. Desde então tem vindo a colaborar com diversas galerias de arte, expondo com frequência em Portugal e no estrangeiro.

A exposição Matriz, para além de fazer uma retrospectiva dos trabalhos desenvolvidos pelo escultor nos últimos anos, apresenta as suas mais recentes peças e surpreende com um conjunto de obras realizadas sobre um novo formato.

FREQUENTLY ASKED QUESTIONS SOBRE FILIPE CURADO

Quando apareceu a escultura na tua vida? // When did a sculpture appear in your life?

A arte é o reflexo de uma sociedade. Mostra de forma mais isenta como somos e como vivemos. Mas foi a escultura que sempre existiu no meu imaginário. Aos 16 anos fiz a minha primeira escultura e, desde aí, nunca mais parei. // Art is a reflection of a society. It shows more freely how we are and how we live. But it was the sculpture that always existed in my imagination. At the age of 16 I made my first sculpture, since then, I have never stopped.

Que materiais preferes trabalhar? // What materials do you prefer to work with?

Essencialmente trabalho pedra, nomeadamente o mármore. Gosto de explorar outros materiais como resina, metais, madeira…mas o mármore é o que evidência mais a minha obra. Principalmente o “nosso” mármore, o mármore português. Dá uma nobreza maior ao trabalho, em especial o mármore branco. // Essentially work stone, namely marble. I like to explore other materials like resin, metals, wood ... but the marble is what most evidences my work. Mainly "our" marble, the Portuguese marble. It gives a greater nobility to the work, especially the white marble.

Porquê a imagem da árvore em muitos dos teus trabalhos? // Why the image of the tree in many of your works?

De uma forma geral gosto de temas universais e abrangentes. A árvore tem sido um tema recorrente, mas não único. Ao longo do meu percurso sempre fiz peças com a imagem da árvore. É um elemento com o qual me identifico, um símbolo de vida, de longevidade. Gosto do seu carácter espiritual e sagrado…é uma imagem para mim incontornável…não consigo desprender-me desta temática. // In general, I like universal and comprehensive themes. The tree has been a recurring theme, but not unique. Along my path I have always made pieces with an image of the tree. It´s an element with which I identify myself, a symbol of life, of longevity. I like her spiritual and sacred character ... It´s an image that I can not ignore ... I can not detach myself from this subject.

Que pretendes transmitir com a tua obra ? // What do you pretend to pass on with your work?

Pretendo transmitir a vida como eu a vejo, ou como eu a sinto. Interpretá-la e registá-la segundo o meu ponto de vista. // I mean to transmit life as I see, or how I feel. Interpret it and register it from my point of view.

O que te imaginas a fazer daqui a 10 anos ? // What do you imagine doing in 10 years?

Sem duvida, continuar a desenvolver a minha obra… // Without doubt, continue to develop my work ...


0 visualização

Rua Dona Estefânia 157 C, Lisboa, Portugal | GPS: 38.732722, -9.141149 | T: +351 214 055 054 | info@espacoexibicionista.com

 

SEG-SEX: 11:00 - 20:00 | SAB: 11:00 - 18:00