HIDRA
 
22 NOV, 2013 - 31 JAN , 2014
MOISÉS PRETO PAULO
ALMADA, PORTUGAL

Moisés Preto Paulo nasceu em Almada, Portugal.

 

Um dos mais conhecidos e prestigiados escultores da sua geração , Moisés Preto Paulo (1963) no seu curriculum conta com mais de vinte exposições individuais e com inúmeras presenças em colectivas, salões internacionais e feiras de arte.

 

A sua obra está representada em diversas colecções privadas e públicas, ornamentando praças e jardins públicos de norte a sul de Portugal.

 

Trabalha fundamentalmente o mármore e as pedras ornamentais – sempre de origem portuguesa.

 

 

 

 

Moisés Preto Paulo was born in Almada, Portugal.

 

One of the best known and most prestigious sculptors of his generation, Moisés Preto Paulo (1963) in is curriculum has over twenty solo exhibitions and numerous presences in collective, international exhibitions and art fairs.

 

His artwork is represented in many private and public collections, ornamenting squares and public gardens from north to south of Portugal.

 

Mainly works in marble and ornamental stones - always of Portuguese origin.

A Exposição “Hidra” do escultor Moisés Preto Paulo marca a abertura do Espaço Exibicionista.

 

O núcleo expositivo apresentado em “Hidra” é constituído por quatro esculturas de parede: “Cira”, “Zebo”, “Viçar” e “Déu” e por figuras de referência da História representadas num imaginário criativo das memórias de infância.

 

Um convite de Moisés Preto Paulo a uma viagem a um surrealismo imaginário, lúdico e interactivo.

 

(...) A peça central da exposição é o imponente grupo escultórico, concebido em trigache, vermelho de negrais, lioz, azul cascais e mármore, que lhe dá o nome.

Apresentada como um fontanário interior, esta peça destaca-se não só pela sua imponência escultórica, mas também pela surpresa de encontrarmos uma fonte com água num espaço interior. O que seria habitualmente uma comum obra pública num jardim é aqui, em “Hidra”, uma obra complexa que integra elementos plásticos, escultóricos, arquitetónicos e cenográficos.

Na mitologia grega, a Hidra era um animal fantástico, filho dos monstros Tifão e Equidna, que habitava um pântano junto ao lago de Lerna, na Argólida, costa leste do Peloponeso.

Hidra era tão venenosa que matava os homens apenas com o seu hálito."

 

Ana Dâmaso

 

 

The exhibition "Hidra" by sculptor Moisés Preto Paulo marks the opening of the EE Gallery.

 

The core exhibition presented in "Hydra" consists of four wall sculptures, "Cira", "Zebo", "Vicar" and "Déu" and role models in history represented a creative imagination of childhood memories.

 

An invitation from Moisés Preto Paulo on a journey to an imaginary surrealism, playful and interactive.

 

 

(...) The centerpiece of the exhibition is the imposing sculptural group, conceived in trigache, red Pyrenean, limestone, blue Cascais and marble, which gives it its name.
Presented as an indoor fountain, this piece stands out not only for its sculptural magnificence, but also by surprise find a water source are indoors. What would normally be a common public work in a garden is here in "Hidra," a complex work that includes plastic elements, sculptural, architectural and scenographic.
In Greek mythology, the Hidra was a fantastic animal, son of the monster Typhon and Echidna, who lived a swamp by the lake of Lerna in Argolis, east coast of the Peloponnese.
Hydra was so poisonous that kill men with just your breath. "

 

Ana Dâmaso

OBRAS DISPONIVEIS PARA VENDA

ARTWORK AVAILABLE FOR SALE

Rua Dona Estefânia 157 C, Lisboa, Portugal | GPS: 38.732722, -9.141149 | T: +351 214 055 054 | info@espacoexibicionista.com

 

SEG-SEX: 11:00 - 20:00 | SAB: 11:00 - 18:00